domingo, 8 de novembro de 2015

QUETZAL





















Quetzal é uma ave com plumagem de bonitas cores da família Trogonidae, que pode ser encontrada nas zonas tropicais da América Central.

Apesar de o termo "quetzal" ser aplicado a todas as espécies do género Pharomachrus, é muitas vezes usado para designar uma única espécie, o quetzal-resplandecente, Pharomachrus mocinno. Outros quetzais são:

P. antisianus: Quetzal-de-crista
P. auriceps: Quetzal-de-cabeça-dourada
P. fulgidus: Quetzal-de-pontas-brancas
P. pavoninus: Quetzal-pavão
O trogonídeo mexicano Euptilotis neoxenus é aparentado com o género Pharomachrus.


Etimologia dos nomes

O nome "quetzal" é derivado da palavra náuatle quetzalli, "pena de cauda grande e brilhante". O nome científico Pharomachrus vem do grego pharos ("manto") e makros ("longo"), em referência à plumagem da cauda e asas do quetzal resplandescente.





















Quetzal-resplandecente
   
O quetzal-resplandecente (Pharomachrus mocinno) -por vezes chamada de "serpente de penas" é uma ave trogoniforme, típica da América Central.

O quetzal-resplandecente tem um comprimento médio de 36 cm, acrescentado de mais cerca de 60 cm de cauda. É uma ave de modo de vida solitário, procurando frutos ou insectos nas árvores da floresta. O macho possuí rectrizes extraordinárias que o ajudam a atrair a fêmea.

Seu habitat são as florestas do México e da Guatemala

Os antigos povos da Mesoamérica - Maias e Astecas - prestavam culto ao quetzal como ave sagrada e hoje em dia é a ave nacional da Guatemala.






















Quetzal a ave sagrada dos astecas

Nas florestas montanhosas do sul do México no Panamá esses pássaros que amam a liberdade - Quetzal (Latin Pharomachrus mocinno) é o símbolo do Estado da Guatemala, bem como o símbolo nacional da liberdade. Nos dias do império asteca era considerado uma ave sagrada, e ela representava o deus do ar.
As pessoas daquela época usavam as penas longas para uma variedade de rituais. Vale ressaltar que os astecas nunca mataram os pássaros divinizados: arrancavam as penas e eram soltos na natureza. Após a derrota do Império em 1521, os Quetzal foram impiedosamente exterminados, colocando uma espécie ameaçada de extinção. Hoje, a situação continua dramática, e acrescentou mais um problema - a destruição dos únicos habitats , a floresta tropical.





















Especialistas mesmo com as melhores das intenções não podem criá-los em cativeiro, como aves capturadas morrem rapidamente. Há um boato de que quando estão em uma gaiola morrem de coração partido.





Este pássaro bonito e belo agora é muito raro e está listada no Livro Vermelho de espécies ameaçadas de extinção, tudo devido ao fato de que as pessoas continuam a cortar as florestas tropicais, que são o único habitat.
Quetzal é uma ave de tamanho pequena, geralmente o comprimento do corpo, incluindo a cauda não exceda 35 centímetros, mas os machos têm uma característica especial,ele tem duas longas penas, que se projectam a partir da cauda e por vezes exceder o comprimento da ave.






Nenhum comentário:

Postar um comentário