Lindos Pássaros

domingo, 3 de fevereiro de 2013

CACATUA


Cacatua

As cacatuas são aves psitaciformes, pertencentes à família Cacatuidae (a taxonomia de Sibley-Ahlquist integra-os as cacatuas na família dos psitacídeos). São muito semelhantes aos papagaios em relação ao bico em formato de banana e morfologia zigodáctila dos pés (dois dedos para a frente, dois para trás). Como características distintivas, as cacatuas apresentam uma crista móvel e plumagem de cores simples. As cacatuas têm distribuição geográfica restrita à Oceania (mais precisamente, nas florestas australianas) e em ilhas vizinhas, no Pacífico. Há cerca de 20 espécies de cacatuas.

Bastante barulhenta e colorida, a cacatua tem bico encurvado e pés com grande capacidade de movimentação, usados para andar, trepar em árvores e levar comida à boca. As cacatuas são psitacídeos grandes, dotados de um penacho que é erguido em exibições de corte. Encontradas apenas no Sudeste Asiático e na Austrália, são especializadas em comer sementes e quebrar nozes. Reúnem-se em grandes bandos, vivem em ambientes relativamentes úmidos e têm cauda curta. Alimentam-se principalmente no solo.

As cacatuas têm uma expectativa de vida que varia de 30 a 75 anos. São aves extremamente dóceis e brincalhonas, se adquiridas em um cativeiro. Podem aprender a cantar e a falar. Podem atingir tamanhos que variam de 35 a 70 centímetros. O que torna a Cacatua particular é a sua crista, que levanta e abaixa, dependendo do seu estado de humor.

Outro aspecto a ter em conta é a inteligência destes bichos, aprendem com muita facilidade a abrir gaiolas, e a pegar em pequenos objetos como isqueiros, canetas, relógios, pulseiras, cordões, dentre outros, podendo representar um perigo para o animal. Portanto, é importante deixar estas pequenas coisas longe de seu alcance. Uma das formas de ultrapassar este problema é ter alguns brinquedos próprios para ela ou também lhe dar nozes ou castanhas para se entreter. Se se sentirem esquecidas ou abandonadas, tendem a arrancar as penas e a destruir tudo o que tenham à volta, sejam plantas, mobília, eletrodomésticos,e até mesmo roupas.

Características Gerais

Asas: As cacatuas são boas voadoras. Suas asas são afiladas ou arredondadas. Quase sempre voam em bandos barulhentos, que podem ter desde pares até centenas de aves.

Bico: Alimentam-se basicamente de vegetais e sementes. Usam o bico para quebrar e abrir sementes e nozes ou para morder frutos. A maxila superior, maior que a inferior, tem relativa mobilidade. Termina em um gancho pontudo, que utiliza para se alimentar e escalar. A língua costuma ser grossa e áspera.

Pés: Usam-nos para andar, subir em brinquedos e escalar objetos (ou a gaiola), pegar a comida e levá-la à boca.´

Alimentação: A ração destas aves deve ser adquirida em uma casa de aves (ou de rações),de preferência misturas nutritivas, parecidas com a de papagaio, e devem ser considerados ainda suplementos de frutas ou suplementos vitamínicos. Quando estiver calor,é aconselhável que borrife as suas penas com um borrifador. Na Natureza, estas aves vivem em ambientes relativamente úmidos,sentindo a necessidade desses borrifos.

Espécies


  Galah
O galah (Eolophus roseicapilla) é uma ave psitaciforme do grupo das cacatuas, típica do sub-continente australiano. É uma espécie bastante comum por toda a Austrália, excepto em zonas desérticas, de floresta tropical densa e a ponta norte do Cabo York. O habitat original dos galahs era a floresta de esclerófila e arbustos e savana australiana. Ao contrário da grande maioria das espécies nativas do país, o galah adaptou-se bem à presença europeia e colonizou rapidamente as áreas agrícolas, sendo também presença comum em jardins e parques das cidades australianas. A sua distribuição continua inclusivamente a aumentar e apareceu há pouco tempo e de forma espontânea na Tasmânia.

O galah é uma cacatua de asas e cauda cinzentas, com barriga, peito e cabeça cor-de-rosa; crista móvel é branca, tal como o bico. O dimorfismo sexual da espécie é mínimo e manifesta-se apenas na cor dos olhos, castanhos no macho e vermelhos na fêmea. Existem duas subespécies reconhecidas: Eolophus roseicapilla roseicapilla, presente no Norte e Este do país, com anel vermelho em torno dos olhos; e Eolophus roseicapilla assimilis, presente no Sul e Oeste, com anel ocular azulado.

Alimentam-se de sementes, ervas e frutos, em geral no chão. Nas cidades são por vezes considerados como praga pelos danos que causam aos relvados. Os galahs nidificam em troncos ocos de árvores, em especial eucaliptos, que forram de penas e folhas. Cada postura é constituída por 3 a 4 ovos brancos. Os juvenis recebem os cuidados parentais de ambos os progenitores. A esperança de vida média é elevada e em torno dos 30-40 anos. Estas aves são por vezes criadas como animais de estimação e criam fortes laços com os seus donos.

Os galah são aves gregárias que vivem em bandos numerosos e barulhentos e que por vezes têm comportamentos meio bizarros. É frequente ver um conjunto de galahs pousados em linha num tronco de árvore ou fio de alta tensão, com um ou dois pendurados confortavelmente de cabeça para baixo. Talvez por isso mesmo, galah significa tolo ou palerma em calão australiano.

A inclusão dos galahs no género Eolophus é controversa e alguns autores preferem classificar esta ave no género Cacatua.

O seu estado de conservação é seguro.

Cacatua alba

A cacatua-branca (Cacatua alba) é uma cacatua de tamanho médio - em torno de 46 cm - comum nas ilhas de Halmahera, Bacan, Ternate, Tidore e nas Molucas do Norte, na Indonésia. É uma ave branca com olhos castanhos ou pretos e um bico cinza.

Quando surpreendidas, levantam sua grande e fina crista. Cacatuas-brancas domésticas podem levantar suas cristas depois de treinamento ou então quando alguém chama a sua atenção com brinquedos novos. Podem viver por até 80 anos.


Cacatua-de-crista-amarela

A cacatua-de-crista-amarela (Cacatua galerita) é uma ave da ordem das Psittaciformes, originária da Austrália. Ela é mostrada no filme "Rio", interpretando Nigel, o principal antagonista. Medem de 45 a 55 centímetros de comprimento. Sua plumagem é branca, destacando-se a crista de cor amarelada. As pernas, bico e olhos são pretos. Uma das características mais marcantes é sua exuberante crista que é erguida ou abaixada quando a ave está excitada ou alarmada, respectivamente. As patas são zigodáctilas (têm dois dedos virados para a frente e dois dedos virados para trás; em geral, as aves apresentam três dedos virados para a frente e um para trás. São pássaros endêmicos em Nova Guiné e no Norte, no Leste e no Sudeste da Austrália.

Hábitos Gerais

Procuram alimento no solo e nas árvores. Com exceção da subespécie Cacatua Galerita Galerita, cujos indivíduos se reúnem em grandes bandos com centenas de aves, raramente são encontradas em bandos com mais de 20 indivíduos. São nômades e podem deslocar-se grandes distâncias, parando ao longo do caminho para descansar e se alimentar. A alimentação é composta por sementes, frutos e pequenas porções de uma grande variedade de vegetais, inclusive plantas de jardim.

Reprodução

A época de nidificação varia de acordo com com a localização geográfica. Os casais são territoriais e nidificam espaçadamente, em ocos de árvores. A postura é de dois a três ovos, que são incubados pelo casal por um período de 25 a 27 dias. As crias são altriciais (totalmente dependentes dos pais durante as primeiras semanas de vida) e mantêm-se no ninho durante nove a doze semanas, sendo alimentadas por ambos os progenitores; posteriormente, as crias acompanham-nos durante mais alguns meses.

Dimofismo Sexual

Na maioria dos casos é possível diferenciar o sexo dessa espécie olhando a cor dos olhos:costumam ser castanho-escuros nos machos e castanho-avermelhados nas fêmeas.

Cacatua de Goffin

A cacatua de goffin ou Cacatua goffiniana ou também cacatua de tanimbar é uma espécie de cacatua nativa das florestas da ilha de Yandema, no arquipélago das Ilhas Tanimbar. As espécies foram levadas as Ilhas Kai, Indonésia e Porto Rico.

A espécie só foi formalmente descrita em 2004, depois que foi decoberto que as primeiras descrições formais feitas pertenciam a outra espécie de cacatua, a Cacatua de Salomão. Cacatuas de Goffin são as menores cacatuas brancas que existem. A espécie está quase ameaçada devido o desmatamento e o comércio de animais. A espécie cresce bem em cativeiro e há uma grande população criada dessa maneira.

Descrição

As Cacatuas Goffinianas pesam em média 250 gramas para as fêmeas e 300 gramas para os machos, e tem em média 31 cm da cabeça à cauda.

Como todos os membros da família Cacatuidae, as cacatuas de goffin, têm crista, seu corpo é principalmente coberto por penas brancas, com penas rosas, entre os bicos e os olhos. As penas da parte mais baixa da crista são de uma cor meio salmão, mas essa cor fica parcialmente escondida pela parte de cima que tem uma cor densamente branca.

A parte de baixo de suas asas e cauda exibe um tingemento amarelado. O bico é cinza e a cor dos olhos vai do castanho ao preto. Ambos os sexos são similares e elas são frequentemente confudidas com a cacatua consaguinea devido a sua similariedade.

O tempo máximo de vida em cativeiro registrado das cacatuas de goffin foi de 18.3 anos, tempo de vida esse que pode ser considerado pequeno se for levado em conta a longevidade das outras espécies de cacatuas existentes.

Em 2012, pesquisadores das universidades de Viena e Oxford registraram um exemplar originário da Indonésia criando suas próprias ferramentas para obter alimento. No evento, a cacatua usou um graveto retirado por ela própria de seu cativeiro para alcançar uma noz. Segundo Alex Kacelnik, um dos responsáveis pela pesquisa, tal registro era, até então, inédito.

Conservação

Devido a perda de habitat em Tanimbar e a caça ilegal as cacatuas de goffin são avaliadas como Quase Ameaçadas na Lista Vermelha da IUCN de espécies ameaçadas.

Cacatua haematuropygia

A cacatua das filipinas (Cacatua heamaturopygia) é única cacatua nativa das ilhas Filipinas. Possui uma cauda amarela e vermelha.


Cacatua-das-molucas

A cacatua-das-molucas (Cacatua moluccensis) é uma ave da ordem das Psittaciformes, originária da Indonésia e seu habitat são as regiões costeiras, montanhas e florestas.

Ela come basicamente sementes, castanhas, frutas, bagas e possivelmente insetos e larvas. A fêmea bota aproximadamente 2 ovos e a incubação dura 30 dias. Em cativeiro vive aproximadamente 50 anos e está ameaçada de extinção.

Cacatua-das-palmeiras

A cacatua-das-palmeiras (Probosciger aterrimus) é uma ave da família Cacatuidae nativa da Austrália, único membro do gênero monotípico Probosciger e da subfamília Microglossinae.

Cacatua-rosa

A cacatua-rosa (Lophocroa leadbeateri),também conhecida como Cacatua do Major Mitchell, é uma cacatua de tamanho médio, restrita às áreas áridas e semi-áridas do interior da Austrália. Ela era geralmente colocada no gênero Cacatua em épocas recentes, embora as evidências disponíveis sugiram que esta espécie deva ser colocada num gênero monotípico, Lophocroa (Brown & Toft, 1999), sendo tal seguido na lista do Congresso Ornitológico Internacional.

Características

Se alimentam basicamente de vegetais. Usam o bico para quebrar e abrir sementes e nozes ou para morder frutos. A maxila superior, maior que a inferior, tem relativa mobilidade. Termina em um gancho pontudo, que utiliza para se alimentar e escalar. A língua costuma ser grossa e áspera.

A Cacatua Rosa é grande, gulosa, curiosa e, quando não está disposta à brincadeiras, não hesita em bicar o dedo do "colega". Com as cores de sua plumagem e de seu bico, é considerada a mais bonita das cacatuas.É nomeada em homenagem ao Major Sir Thomas Mitchell, que escreveu: Poucas são as aves que podem dar vida as florestas monóntonas da Austrália como esta linda ave de asas com plumas rosa e a crista "florida".

Cacatua negra

La cacatua negra (Probosciger aterrimus), és un ocell de la família dels cacatuids (Cacatuidae), dins l'ordre dels psitaciformes (Psittaciformes). És una cacatua gran de color negre o gris molt fosc.

Taxonomia

Aquesta espècie va ser descrita originalment pel naturalista alemany Gmelin, en 1788. El seu nom específic, "aterrimus" és el superlatiu del llatí "ater" (negre) i per tant vol dir "molt negre". És classificat com única espècie del gènere Probosciger i de la subfamília dels microglossins (Microglossinae). Constitueix una branca basal dins la família de les cacatues.[2] Se n'han descrit quatre subespècies:
P. a. stenolophus (Oort, 1911). Nord-oest de Nova Guinea i l'Illa de Yapen.
P. a. goliath (Kuhl, 1820). Oest i centre de Nova Guinea i illes properes a l'oest.
P. a. macgillivrayi (Mathews, 1912). Sud de Nova Guinea i Península del Cap York, Austràlia.
P. a. aterrimus (Gmelin, 1788). Illes Aru i Misool.

Morfologia

Fa 55 - 60 cm de llargària, amb un pes de 910 – 1.200 g.
És un ocell distintiu amb una gran cresta i una zona vermella a les galtes que canvia de color quan l'ocell està excitat o alarmat.
Té un dels majors becs de l'ordre dels psitaciformes, ja que únicament és major el del guacamai jacint. Aquest poderós bec no únicamente li permet menjar nous i llavors molt dures, si no també permet als mascles trencar gruixudes pals d'arbres vius (Wood 1984). La mandíbula inferior encaixa dins la mandíbula superior.
Hi ha fort dimorfisme sexual, ja que la mandíbula superior és menor en les femelles.
Els immaturs tenen el bec blanc grisenc.

Alimentació

S'alimenta de llavors, baies, plantes, insectes i llurs larves.